Aberta pela Receita Federal a consulta ao 1º lote da malha fina
Benefícios

Aberta pela Receita Federal a consulta ao 1º lote da malha fina

45a66216 525d 41df b271 95154dfbfe77 1

Aberta pela Receita Federal a consulta ao 1º lote da malha fina. A Receita Federal liberou a consulta ao lote de restituição das malhas finas dos exercícios de 2008 a 2019.

O dinheiro será depositado para 185.891 contribuintes no dia 15 de janeiro, totalizando R$ 725 milhões.

Desse total, diz a Receita, R$ 399.520.451,84 referem-se a contribuintes prioritários, sendo 8.010 idosos acima de 80 anos, 36.161 contribuintes entre 60 e 79 anos, 4.412 contribuintes com deficiência física ou mental ou doença grave e 9.387 cuja renda principal vem do magistério.

A correção monetária para quem saiu da malha fina de 2019 é de 4,77% (de maio de 2019 a janeiro de 2020). Já para declarações mais antigas, de 2008, é de 113,05% (desde maio de 2008).

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita (http://idg.receita.fazenda.gov.br) ou ligar para o Receitafone 146.

Quem ainda está na malha fina deve acessar o serviço e-CAC, no site da Receita. Lá é possível consultar o extrato da declaração e ver se foram identificadas inconsistências de dados.

O contribuinte pode avaliar as pendências, fazer a regularização e entregar a declaração retificadora.

A Receita tem aplicativo para tablets e smartphones.
A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento pelo telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (outros locais) e 0800-729-0088 (para deficientes auditivos) para agendar o crédito. (LD)

To Top