FGTS: 36,6 milhões de profissionais não fizeram o saque imediato
Benefícios

FGTS: 36,6 milhões de profissionais não fizeram o saque imediato

INSS Previdência Pente-Fino Revisão Antencipação Salário Social Reforma da Previdência Aposentadoria Benefícios FGTS Bolsa Família Nis CNIS Extrato Banco Governo Pis Pasep Pis-Pasep Aposentado Idoso FGTS Caixa Banco do Cálculo Demora Brasil Maternidade Auxílio-Reclusão Saques Pagamento Vencimento Retiradas Refis MeuINSS Auxílio-Doença Aposentadoria Por Invalidez Contribuição BPC-Loas Pensão por Morte Pensionista Empréstimo MEi Consignado

FGTS: 36,6 milhões de profissionais não fizeram o saque imediato. O número de trabalhadores que ainda não fizeram o saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) chega a 36,6 milhões de pessoas. O contingente representa 37,9% dos 96,4 milhões de pessoas que têm direito a retirar R$ 500 ou R$ 998 das contas ativas e inativas. Segundo a Caixa Econômica Federal, o volume de recursos ainda disponíveis chega a R$ 14,8 bilhões, dos R$ 42,6 bilhões inicialmente previstos. O prazo para efetuar a operação termina no próximo dia 31 de março. Baixe o Aplicativo Gratuito do Portal Mix Vale

Segundo a Caixa, o período não será prorrogado. O dinheiro que não for sacado voltará ao saldo das contas vinculadas do trabalhador com juros e correção.

Até o momento, o valor médio sacado por trabalhador é R$ 465,68, de acordo com a Caixa. O Estado de São Paulo teve o maior número de saques em quantidade e em valor: 16,3 milhões de trabalhadores sacaram cerca de R$ 7,9 bilhões. Já Roraima teve o menor número de saques em quantidade e em valor: 112,4 mil trabalhadores sacaram cerca de R$ 49,42 milhões.

Trabalhador ainda pode sacar na Caixa R$ 998 do FGTS?(Abre numa nova aba do navegador)

No saque imediato, o cotista tem direito a retirar, de uma vez, uma parte dos recursos de suas contas do FGTS, seja contas ativas ou inativas. O limite é de R$ 500 por conta. Por exemplo, se o cotista tem três contas (duas inativas e uma ativa), tem direito a sacar até R$ 1.500.

Em novembro do ano passado, o Senado aprovou uma medida provisória (MP) que elevou o limite do valor do saque imediato para até R$ 998. Este novo limite, porém, só é válido para quem tinha até um salário mínimo em uma das contas até 24 de julho de 2019, data em que a MP foi publicada.

Como e onde sacar?

No caixa eletrônico

É possível sacar valores de até R$ 998 por conta de FGTS, usando apenas a senha do Cartão Cidadão. Caso o trabalhador não tenha essa senha, poderá fazê-la no mesmo dia que efetuar a retirada, em uma agência da Caixa, desde que leve um documento de identificação e seus números de NIS/PIS contidos na carteira de trabalho.

Saque imediato vai até 31 deste mês no FGTS(Abre numa nova aba do navegador)

Nas lotéricas

É possível sacar usando a senha do Cartão Cidadão e um documento de identidade. Caso a pessoa esteja portando apenas a identidade, a retirada é limitada a R$ 100. Quem tem Cartão Cidadão e senha também pode sacar nos correspondentes Caixa Aqui, apresentando documento de identificação, Cartão Cidadão e senha.

Na agência ou via transferência bancária

Quem tem um valor maior do que R$ 998 para sacar pode resgatar os recursos em qualquer agência da Caixa. Basta levar os documentos pessoais e ter em mãos os números do NIS ou do PIS, contidos na carteira de trabalho.

Como saber se você tem direito?

Os trabalhadores poderão consultar o valor a receber, além de outras informações, como a data prevista de recebimento, pelo site fgts.caixa.gov.br ou no App FGTS. As quantias estarão disponíveis para saque pelo trabalhador até 31 de março de 2020.

Comissão aprova 13º no Bolsa Família; proposta vai a plenário(Abre numa nova aba do navegador)

To Top