Açúcar bruto volta a subir na ICE; café arábica fecha em leve queda

Navio carregado com açúcar bruto em Acajutla, El Salvador

NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros do açúcar bruto negociados na ICE fecharam em alta nesta quarta-feira, embora ainda abaixo da máxima de sete meses e meio registrada na segunda-feira, enquanto os preços do café arábica terminaram o dia em leve queda.

AÇÚCAR

* O contrato março do açúcar bruto fechou em alta de 0,19 centavo de dólar, ou 1,4%, a 14,20 centavos de dólar por libra-peso.

* Operadores disseram que o mercado está se consolidando pouco abaixo da máxima de sete meses e meio atingida na segunda-feira, com as previsões de chuva no Brasil nas próximas semanas ajudando a estagnar o recente movimento de alta da commodity –ao menos temporariamente.

* “As previsões meteorológicas ainda estão gerando otimismo e sugerem que as próximas semanas trarão as chuvas, urgentemente necessárias”, disse o Commerzbank em nota.

* O açúcar branco para dezembro recuou 0,20 dólar, ou 0,1%, para 386,90 dólares a tonelada.

CAFÉ

* O contrato dezembro do café arábica fechou em queda de 0,5 centavo de dólar, ou 0,5%, a 1,096 dólar por libra-peso.

* Operadores seguem acompanhando de perto as condições no Brasil e até que ponto as chuvas trarão alívio para as lavouras do país.

* Exportadores de café têm enfrentado dificuldades para embarcar cargas a partir de portos no Brasil devido à escassez de contêineres ou espaços disponíveis em navios, segundo operadores de mercado e analistas.

* Os norte-americanos não alteraram seu hábito de consumo de café durante a pandemia de coronavírus, mas passaram a bebê-lo em casa, em detrimento das cafeterias e restaurantes, indicou uma pesquisa.

* O café robusta para novembro avançou 27 dólares, ou 2,2%, para 1.250 dólares por tonelada.

(Reportagem de Marcelo Teixeira e Nigel Hunt)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG9D1WD-BASEIMAGE