Final do NIS em calendário do Bolsa Família

Cartão do Bolsa Família
OLINDA, PE, 28.09.2020 - Liberada nesta segunda-feira a quinta parcela do auxílio emergencial para nascidos em novembro e dezembro. Continuam a receber ainda quem foi beneficiado tardiamente e os cadastrados no Bolsa Família. (Foto: Lidianne Andrade/MyPhoto Press/Folhapress)

Final do NIS em calendário do Bolsa Família. O Governo Federal vai repassar R$ 2.526 bilhões para mais de 13.228 milhões de famílias em todo o País. O valor médio do benefício é de R$ 191. A família de Deuselhia dos Santos, de Brasília, é uma das beneficiárias. Com oito filhos, a mulher de 54 anos conta que o repasse é fundamental para o sustento da casa. “Como eu estou desempregada, esse dinheiro é fundamental para comprar comida para a família todo mês. É sagrado.”

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, explica que a pasta trabalha para garantir o benefício de quem realmente precisa. “Nós seguimos fazendo o pente-fino no Programa, removendo quem não precisa do dinheiro. Assim, podemos garantir que famílias realmente necessitadas tenham acesso ao benefício”, esclarece. Ainda segundo o ministro, o governo estuda melhorias no programa. “Estamos discutindo a possibilidade de mudar para melhor. Não queremos tirar o benefício de quem precisa, mas vamos estimular a geração de emprego e renda, além de garantir educação de qualidade para as crianças. Afinal, essas são prioridades do nosso governo.”

Aplicativo do bolsa família e auxílio emergencial
SÃO PAULO, SP, 11.06.2020: BOLSA-FAMÍLIA – Aplicativo do bolsa família na tela do celular e, ao fundo, na tela de notebook, site da Caixa Econômica Federal e do Auxílio Emergencial. (Foto: Adriana Toffetti/A7 Press/Folhapress)

O Programa

O Bolsa Família é voltado para famílias extremamente pobres, com renda per capita mensal de até R$ 85; e pobres, com renda per capita mensal entre R$ 85,01 e R$ 170 reais. Os beneficiários recebem o dinheiro mensalmente e, em contrapartida, cumprem compromissos nas áreas de saúde e educação.

Como participar

Para fazer parte do programa, o responsável pela família deve procurar um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou um posto de atendimento do Bolsa Família no município. É necessário levar documentos de identificação pessoal, como RG, carteira de identidade ou carteira de motorista e certidão de nascimento de todas as pessoas que vivem na residência.

Confira o calendário de pagamento do Bolsa Família para 2020.

calendário de pagamentos do Programa Bolsa Família em 2020 já está disponível para consulta. O benefício é pago de forma gradual nos dez últimos dias úteis de cada mês. Em janeiro, os saques poderão ser feitos do dia 20 até o dia 31. Para saber o dia certo, a família deve observar o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) impresso no cartão. Depois de identificá-lo, será necessário observar no calendário do programa a data em que a família pode fazer o saque, mês a mês. Assim, os beneficiários que possuem o cartão com NIS final 1 podem sacar no primeiro dia do pagamento. Já aqueles com o final 2 podem resgatar o recurso no segundo dia, e assim por diante. Calendário pagamentos Bolsa Família Conforme a diretora do Departamento de Benefícios do Ministério da Cidadania, Caroline Paranayba, é muito importante que as famílias verifiquem o novo calendário, disponível desde a semana passada em diversos terminais de pagamentos da Caixa Econômica Federal. “Isso inclui agências, terminais de autoatendimento e unidades lotéricas. Centros de Referência de Assistência Social também estão recebendo os cartazes com as informações”, informou. Maior poder de compra da história Neste ano, os beneficiários do Bolsa Família estão usufruindo do maior poder de compra da história do programa, graças à 13ª parcela. A medida inédita foi oficializada pelo presidente Jair Bolsonaro em abril. Com o recurso, o Ministério da Cidadania teve um aumento de R$ 2,58 bilhões no orçamento. O repasse do benefício extra acompanha o pagamento de dezembro – o que significa, neste mês, pagamento do benefício em dobro. No total, mais de R$ 5 bilhões foram pagos neste mês a 13.170.607 famílias em todo o Brasil. De acordo com o ministro da Cidadania, Osmar Terra, a parcela extra demonstra a valorização do programa por parte do presidente. Terra pontuou que o 13º é, também, reflexo do aperfeiçoamento que o programa vem passando, por meio de iniciativas como o pente-fino, que combate fraudes. “É dentro desse programa já otimizado que nós vamos ter um valor maior de recursos do orçamento, e também vamos contar com uma parte de valores que vamos tirar com o pente-fino”, declarou Terra. O pagamento da 13ª parcela do Programa Bolsa Família foi realizado entre os dias 10 e 23 de dezembro.