Salto de paraquedas da Ponte Rio-Niterói pôs motoristas e embarcações em risco, diz concessionária
Rio de Janeiro

Salto de paraquedas da Ponte Rio-Niterói pôs motoristas e embarcações em risco, diz concessionária

Salto de paraquedas da Ponte Rio-Niterói pôs motoristas e embarcações em risco, diz concessionária

Os dois homens que saltaram de paraquedas da Ponte Rio-Niterói e postaram a ação nas redes sociais puseram motoristas e embarcações em risco, segundo a concessionária que administra a estrada.

O superintendente da Ecoponte, Júlio Amorim, afirmou que toda a ação ficou registrada no sistema de câmeras da via e que nenhuma autoridade autorizou o base-jump.

“Foi possível identificar que vários veículos tiveram que desviar pela baixa velocidade imposta pelo carro envolvido na ocorrência”, disse Júlio.

“Há de se destacar também que o local do salto, o Vão Central, é um canal navegável. Então, além do risco de acidente na rodovia, existe o risco também de incidente envolvendo grandes embarcações”, detalhou o superintendente.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que já identificou os saltadores, que responderão “conforme a legislação Penal, Civil e de trânsito”.

Homens saltam de paraquedas da Ponte Rio-Niterói

A PRF vai analisar:

  • Art. 67 – falta do uso de cinto
  • Art. 235 – conduzir pessoas na parte externa do veículo
  • Art. 174 – promover exibição não autorizada em via
  • Art. 192 – não guarda da distância lateral da pista.

As imagens foram postadas em redes sociais pelos próprios paraquedistas. Um deles se identifica como Gabriel e outro, como João Correia.

Outro vídeo mostra salto de base jump de carro em movimento na Ponte Rio-Niterói

Em nota, a Marinha afirmou que, até a noite deste domingo (24), a Capitania dos Portos não recebeu nenhuma informação sobre pedido de socorro no mar ou um acidente com embarcação envolvendo o evento filmado.

A Capitania afirmou ainda que ovídeo “foi encaminhado para as autoridades competentes, para a adoção das medidas pertinentes”.

Relembre o salto

As imagens mostram os paraquedistas em um carro na Ponte, no sentido Niterói. Os dois sobem no teto do carro em movimento e saltam.

Após abrir o paraquedas, um deles aterriza em uma das bases da Ponte; o outro cai na água. Outro homem, de moto aquática, resgata a dupla, que comemora.

O base-jump é uma modalidade em que são realizados saltos de penhascos, antenas, prédios e outras estruturas, com pouco tempo de queda livre. Para isso, é usado um paraquedas apropriado para aberturas a baixas altitudes. Fonte G1

To Top