Rio Grande do Sul atrasa colheita de soja após efeitos climáticos
Agro

Rio Grande do Sul atrasa colheita de soja após efeitos climáticos

Rio Grande do Sul atrasa colheita de soja após efeitos climáticos

Com o plantio realizado mais tarde em função do clima seco no início da safra 2020/21, o Rio Grande do Sul ainda não registra colheita de soja, enquanto no mesmo período dos anos anteriores os trabalhos já alcançavam 2% das áreas, informou a Emater-RS nesta quinta-feira.

Atualmente, a maior parte das lavouras está em enchimento de grãos (54%), abaixo dos 61% vistos um ano antes e da média histórica para esta época do ano, de 70%. Somente 6% das áreas estão em fase de maturação, ante 14% em 2019/20.

“A alta luminosidade do período contribuiu para o bom desenvolvimento das culturas de verão. Mais a Oeste do Rio Grande do Sul, as chuvas estão mais escassas, podendo reduzir o potencial produtivo da cultura. Na maioria das demais regiões, o desenvolvimento é bom”, afirmou o órgão em informativo semanal.

No milho, a colheita alcançou 48% das áreas, um avanço de 6 pontos percentuais em relação à semana anterior. No mesmo período da safra passada, os trabalhos estavam em 47%, e a média histórica é de 42%.

“Praticamente metade das lavouras de milho do Estado está colhida. Toda grande região noroeste apresentou perdas pela estiagem, e as demais regiões têm boa produção e potencial produtivo”, disse a Emater.

(Por Nayara Figueiredo)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH1O1SD-BASEIMAGE

To Top