Dicas para planejamento no INSS para futuros benefícios
Benefícios

Dicas para planejamento no INSS para futuros benefícios

INSS pode aumentar aposentadoria de trabalhador

Dicas para planejamento no INSS para futuros benefícios Depois da constatação de que as novas regras do auxílio emergencial excluirão muitos cidadãos da proteção da assistência social, planejar a aposentadoria passou a ser uma das quatro saídas para ter renda futura sem trabalhar.

Segurança na previdência

Durante os momentos mais difíceis da vida dos brasileiros, como na pandemia da Covid-19, a Previdência cumpriu grande parte dos seus objetivos sociais e mostrou que, pelo menos, merece um voto de confiança. Apesar dos pesares.

Antecipou o pagamento do décimo terceiro, não atrasou o precatório, continuou concedendo e mantendo os benefícios programáveis e criou fórmula para antecipar os benefícios de risco como o auxílio por incapacidade temporária sem perícia presencial.

Viver ou sobreviver

A diferença entre viver biologicamente e gozar a vida com dignidade está diretamente relacionada com o planejamento do futuro. O planejamento pode demandar tempo, mas a escolha tem que ser feita agora.

As formas de ter renda no futuro quando não poder ou não quiser trabalhar tem quatro dimensões: ter reserva financeira, depender de terceiros, receber ajuda assistencial do governo ou ter um benefício da previdência.

Escolhas

O futuro é reflexo das escolhas do presente e os momentos difíceis ditam as decisões para definirmos o que queremos. Se vamos alcançar, é outra conversa.

O assistencialismo governamental está mostrando que não tem como amparar todos os vulneráveis. As famílias que vivem em regime de economia familiar comum não têm como garantir a renda segura e acumular uma reserva matemática que resista ao tempo não é fácil.

A Previdência, que é o ato de prever, precaver, prevenir, ter prudência, talvez seja uma ótima saída, não a única.

Planejamento Previdenciário

O INSS é um seguro social. É isso que significa o SS do INSS: Seguro Social. Não é como um seguro qualquer, de coisas que podem ser substituídas. É da vida, da saúde, da velhice, dos dependentes.

A Previdência não é como um seguro daqueles que se perde quando para de pagar. Dá para manter os direitos por até três anos sem contribuir. Talvez seja o momento de utilizar essa vantagem.

Reduzir o valor das contribuições também é uma ideia a ser analisada, principalmente quando se está pagando mais do que vai receber.

Para quem tem condições, há a possibilidade de aumentar o valor da contribuição e até ter um plano de previdência complementar. Esta é a finalidade do planejamento previdenciário.

To Top