Bolsonaro sanciona com veto lei sobre licença compulsória de patentes de vacinas
Brasil

Bolsonaro sanciona com veto lei sobre licença compulsória de patentes de vacinas

Bolsonaro sanciona com veto lei sobre licença compulsória de patentes de vacinas

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quinta-feira lei que permite o Poder Público a determinar o licenciamento compulsório de patentes de vacinas e medicamentos para fazer frente a situações de emergência de saúde pública, informou a Secretaria-Geral da Presidência da República.

Mas Bolsonaro vetou dispositivos que obrigavam donos de patentes a transferirem know-how e a fornecer os insumos de medicamentos e vacinas, alegando motivos de interesse público.

“Embora meritórias, essas medidas seriam de difícil implementação e poderiam criar insegurança jurídica no âmbito do comércio internacional, além de poder desestimular investimentos em tecnologia e a formação de parcerias comerciais estratégicas, havendo meios menos gravosos para se assegurar o enfrentamento desse tipo de crise”, disse a Secretaria-Geral em nota.

O projeto foi aprovado pelo Congresso no mês passado, apesar da oposição, que alegava que a matéria poderia prejudicar a relação do Brasil com produtores de vacinas e, ainda que o país não teria tecnologia para produzir alguns imunizantes mesmo se obtivesse a quebra das patentes.

Pela lei, o Executivo terá a prerrogativa de determinar a chamada licença compulsória, mas abre a possibilidade ao Congresso Nacional de atuar se identificar omissão do governo, autorizando o Parlamento a editar projeto de lei neste caso.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu; Texto de Pedro Fonseca)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH8200G-BASEIMAGE

To Top