Business

Cerca de 35% dos novos casos de Covid nos EUA são causados por subvariante BA.2 da Ômicron, diz CDC

Cerca de 35% dos novos casos de Covid nos EUA são causados por subvariante BA.2 da Ômicron, diz CDC

A subvariante BA.2 da variante Ômicron do coronavírus foi responsável por mais de um terço dos casos de Covid-19 nos Estados Unidos na semana que acabou no dia 19 de março, de acordo com uma estimativa do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), nesta terça-feira.

As infecções pela Covid-19 nos Estados Unidos caíram bruscamente desde que atingiram níveis recordes em janeiro, apesar do ressurgimento do coronavírus em partes da Ásia e da Europa por conta da subvariante BA.2, que aumentou as preocupações.

Alguns especialistas alertaram que os níveis mais altos da subvariante da Ômicron coincidiram com o fim da maioria das restrições pandêmicas nos Estados Unidos, o que pode ser um presságio de uma nova onda.

A maior parte do país é considerada com baixos níveis de transmissão de Covid, após novas orientações do CDC aplicadas no mês passado e que enfatizam a capacidade hospitalar e que dizem que a maioria dos norte-americanos não precisa mais usar máscaras.

No dia 19 de março, a média semanal móvel de casos de Covid-19 nos EUA foi de 27.747, uma queda de 18% em relação à semana anterior.

O principal especialista em doenças infecciosas dos EUA, o Dr. Anthony Fauci, disse no domingo que o país provavelmente verá um aumento nos casos, como foi registrado na Europa, especialmente no Reino Unido.

“Eles têm a BA.2. Eles têm um afrouxamento de algumas das restrições, como o uso de máscaras em ambientes internos, e há uma queda da imunidade”, acrescentou Fauci.

(Reportagem de Bhanvi Satija, Ankur Banerjee em Bengaluru e Michael Erman em Nova Jersey)

tagreuters.com2022binary_LYNXNPEI2L15Y-BASEIMAGE

To Top