Benefícios

Condições de Financiamento pelo Programa Minha Casa Minha Vida do governo

Minha casa minha vida casa verde amarela

Brasília, 11 de junho de 2024 – O governo brasileiro anunciou mudanças significativas no programa “Minha Casa Minha Vida” (MCMV), com vigência a partir de 18 de maio. As alterações visam ampliar o acesso ao financiamento de imóveis usados e ajustar o apoio para a compra de imóveis novos, beneficiando famílias de baixa e média renda e estimulando o setor de construção civil.

Principais Mudanças no Programa

  1. Financiamento Ampliado para Imóveis Usados:
    • Uma parcela maior dos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) será destinada ao financiamento de imóveis usados, permitindo que mais famílias possam adquirir a casa própria.
  2. Aumento dos Recursos Disponíveis:
    • Com um orçamento de R$ 1,393 bilhão voltado para este fim, o programa espera expandir significativamente o número de beneficiários em 2024.
  3. Distribuição de Recursos do FGTS:
    • Os fundos serão liberados em parcelas bimestrais aos agentes financeiros, com possibilidade de antecipações, visando melhor atender às necessidades habitacionais das famílias com renda de até R$ 8 mil.

Impacto nas Famílias de Baixa Renda

As famílias com renda até R$ 4,4 mil são o principal foco das novas diretrizes, que facilitam o acesso ao financiamento de imóveis usados e novos. A iniciativa também visa oferecer melhores condições de moradia para famílias com renda até R$ 8 mil, ajustando os limites de financiamento para tornar a aquisição de novos imóveis mais acessível.

Estímulo ao Setor de Construção Civil

Além de ajudar famílias a realizarem o sonho da casa própria, as mudanças no MCMV são projetadas para reativar o setor de construção civil. Com novos investimentos em construções e o redirecionamento de recursos para o financiamento de imóveis novos, o governo busca fomentar a criação de empregos e o crescimento econômico.

Como se Inscrever no Programa

As inscrições para o “Minha Casa Minha Vida” variam de acordo com a faixa de renda das famílias interessadas. Os procedimentos podem ser realizados junto às prefeituras ou diretamente com a Caixa Econômica Federal, dependendo da localidade e dos requisitos específicos.

As novas regras do “Minha Casa Minha Vida” prometem tornar a habitação mais acessível para um número maior de famílias brasileiras, proporcionando não apenas melhor qualidade de vida, mas também impulsionando setores críticos da economia. É fundamental que as famílias interessadas acompanhem de perto essas mudanças e se informem sobre os processos de inscrição e os critérios de elegibilidade.

Sobre o Minha Casa, Minha Vida

O Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) voltou, por meio da Medida Provisória nº 1.162, de 14 de fevereiro de 2023, convertida na Lei nº 14.620, de 13 de julho de 2023, com adoção de novas práticas.

Assim, a nova versão do MCMV busca avançar em termos da melhor localização dos empreendimentos habitacionais, garantindo a proximidade ao comércio, a equipamentos públicos e acesso ao transporte público.

Além disso, o Programa trará novas formas de atendimento destinadas a ampliar a oferta de moradias, mediante a produção de novas unidades ou da requalificação de imóveis para utilização como moradia; o financiamento da aquisição de unidades usadas; e o tratamento do estoque existente por intermédio de linhas de atendimento voltadas a promover a melhoria habitacional

To Top