ANS suspende a venda de 51 planos de saúde de 11 operadoras do país

Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) vai suspender temporariamente a comercialização de 51 planos de saúde de 11 operadoras do país, a partir de 14 de junho. O anúncio foi feito nesta sexta-feira, dia 7. A penalidade imposta às empresas resulta do Programa de Monitoramento da Garantia de Atendimento, que acompanha o desempenho do setor e o atendimento prestado aos beneficiários. Confira a relação.

Segundo o órgão regulador, a suspensão temporária se deve a queixas recebidas de consumidores a respeito de cobertura assistencial, prazo de atendimento e rede credenciada, entre outros quesitos. Neste ciclo, foram registradas 19.411 queixas entre 1º de janeiro a 31 de março, por meio dos canais de atendimento da agência. Do total de reclamações feitas pelos usuários, 18.789 foram consideradas na análise, pois foram excluídos os registros feitos em duplicidade.

Atendimento mantido a clientes antigos

Os planos com comercialização suspensa somente poderão voltar a ser vendidos após as empresas comprovarem melhorias no atendimento. Vale destacar, no entanto, que os planos agora atingidos pela determinação da ANS atendem hoje 598.864 beneficiários. Esse usuários não terão o atendimento interrompido.

A ANS, por outro lado, liberou a venda de 27 planos de saúde de dez operadoras que haviam sido suspensos em ciclos anteriores. Esses planos poderão voltar a ser comercializados também no dia 14 de junho.

Ainda de acordo com o órgão, no primeiro trimestre do ano, 93,56% das queixas foram resolvidas com a mediação da ANS. O usuário que desejar acompanhar o desempenho das empresas pode acessar o link, onde é possível checar histórico das empresas e verificar aquelas que tiveram planos suspensos ou reativados.