Aposentadorias e pensões com aumento de 4,48% no INSS
Benefícios

Aposentadorias e pensões com aumento de 4,48% no INSS

INSS Previdência Pente-Fino Revisão Antencipação Salário Social Reforma da Previdência Aposentadoria Benefícios FGTS Bolsa Família Nis CNIS Extrato Banco Governo Pis Pasep Pis-Pasep Aposentado Idoso FGTS Caixa Banco do Cálculo Demora Brasil Maternidade Auxílio-Reclusão Saques Pagamento Vencimento Retiradas Refis MeuINSS Auxílio-Doença Aposentadoria Por Invalidez Contribuição BPC-Loas Pensão por Morte Pensionista Empréstimo MEi Consignado

Aposentadorias e pensões com aumento de 4,48% no INSS. Os aposentados, pensionistas e segurados que recebem auxílios do INSS acima do salário mínimo terão seus benefícios reajustados em 4,48% neste ano. Em 2019, o acréscimo para esses benefícios foi de 3,43%.

O reajuste anual das aposentadorias do INSS corresponde à variação da inflação medida de janeiro a dezembro de 2019 pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), que indica o aumento no custo de vida das famílias com renda mensal de um a cinco salários mínimos.

O teto do INSS passará de R$ 5.839,45 para R$ 6.101,05Esse passa a ser, portanto, o valor máximo pago aos beneficiários neste ano e também é a referência para calcular o desconto nos salários dos trabalhadores com remunerações iguais ou acima do teto previdenciário. 

Para os beneficiários que recebem salário mínimo, o valor da renda aumenta de R$ 998 para R$ 1.039. Para calcular o novo salário mínimo, o governo estimou uma inflação de 4,11% para 2019. Cerca de 70% dos beneficiários da Previdência recebem um salário mínimo. 

Confira como fica o reajuste para aposentados que estão em outras faixas salariais:

Aposentadoria atual (em R$)Benefício com reajuste (em R$)
1.0001.044,80
1.2001.253,76
1.4001.462,72
1.6001.671,68
1.8001.880,64
2.0002.089,60
2.2002.298,56
2.4002.507,52
2.6002.716,48
2.8002.925,44
3.0003.134,40
3.2003.343,36
3.4003.552,32
3.6003.761,28
3.8003.970,24
4.0004.179,20
4.2004.388,16
4.4004.597,12
4.6004.806,08
4.8005.015,04
5.0005.224,00
5.2005.432,96
5.4005.641,92
5.6005.850,88
5.839,456.101,05

Auxílio-doença, aposentadoria por invalidez e perícia médica

Para receber um benefício por incapacidade, o trabalhador precisa agendar uma perícia e ser avaliado por um médico perito do INSS. Para quem trabalha com carteira assinada, o patrão paga os valores até o 15º dia de afastamento; a partir do 16º, o pagamento é feito pelo INSS. 

De acordo com o INSS, cerca de 35 milhões de aposentados e pensionistas estarão na folha de pagamentos da Previdência em 2020.

Os segurados que ganham mais que o piso e se aposentaram a partir de fevereiro de 2019 terão o primeiro reajuste proporcional, considerando a quantidade de meses em que o benefício foi pago no ano passado.

Quando cai na conta

O reajuste e o novo piso dos benefícios são válidos desde o dia 1º de janeiro de 2020 e o INSS começa a depositar os benefícios com aumento anual na folha de pagamentos de janeiro. Os beneficiários que recebem o salário mínimo terão o primeiro pagamento com reajuste entre os dias  27 de janeiro e 7 de fevereiro. Já os benefícios acima do piso serão pagos com o reajuste anual da inflação entre os dias 3 e 7 de fevereiro.

A data exata depende do número final do cartão de benefício, sem considerar o último dígito verificador, que aparece depois do traço. 

Veja o calendário

Primeiro pagamento do INSS com o novo salário mínimo de R$ 1.039

Final do cartãojan/20
127/jan
228/jan
329/jan
430/jan
531/jan
603/fev
704/fev
805/fev
906/fev
007/fev

Primeiro pagamento do INSS com reajuste anual (benefício acima do piso)

Final do cartãojan/20
1 e 603/fev
2 e 704/fev
3 e 805/fev
4 e 906/fev
5 e 007/fev

Imposto de Renda

Aposentados e pensionistas com até 64 anos têm desconto do Imposto de Renda a partir de R$ 1.903,98. No aniversário de 65 anos, passa a valer o direito a uma cota extra de isenção e o desconto começa a partir de R$ 3.807,96. Mas essa regra não é válida, por exemplo, para uma renda recebida pelo aposentado de um aluguel. ​

To Top