Há limite mínimo para pagamentos ou transferências via Pix?
Benefícios

Há limite mínimo para pagamentos ou transferências via Pix?

celuar pix

Há limite mínimo para pagamentos ou transferências via Pix? Entenda se os bancos podem aplicar limites mínimo e máximo para quem deseja fazer um pagamento ou transferir dinheiro.

Novo meio de pagamento criado pelo Banco Central que permite realizar pagamentos e transferências em 10 segundos, todos os dias da semana, 24 horas por dia, e é gratuito para pessoas físicas, completa dois meses de funcionamento pleno, mas ainda provoca algumas dúvidas nas pessoas que desejam utilizar o sistema.

A leitora Adriele Xavier é uma delas.  Ela quer saber se ele tem algum limite para ser efetuado:

Dúvida enviada para o e-mail sophiacamargo@r7.com

Resposta:

Não há limite mínimo para pagamentos ou transferências via Pix, segundo o Banco Central.

Já o limite máximo pode ser estabelecido pelas instituições segundo critérios de diminuição de fraudes e prevenção à lavagem de dinheiro e variam de acordo com o perfil de cada cliente.

Segundo a regulamentação do Banco Central, os limites variam de, no mínimo, 50% do valor das transferências tipo TED durante os dias úteis, das 6h às 20h, até o valor autorizado para compras em débito, que costuma ser menor, nos demais períodos.

Esses parâmetros vão valer até o dia 28/2/2021. A partir de 1º de março, segundo a previsão do Banco Central, o limite máximo passa a 100% do valor das transferências tipo TED, reduzindo, na noite e madrugada, o limite máximo das transações para o valor autorizado para compras no cartão de débito. Fonte: R7

To Top