Câmara conclui votação de projeto que flexibiliza regras para compra de vacinas por empresas
Brasil

Câmara conclui votação de projeto que flexibiliza regras para compra de vacinas por empresas

Câmara conclui votação de projeto que flexibiliza regras para compra de vacinas por empresas

A Câmara dos Deputados concluiu nesta quarta-feira a análise de projeto que flexibiliza as regras para empresas comprarem vacinas contra a Covid-19, reduzindo as exigiências para a aquisição de imunizantes pelo setor privado.

O texto principal da proposta já havia sido aprovado na véspera e deputados analisaram nesta quarta emendas destacadas para serem votadas separadamente, todas rejeitadas.

A proposta, que agora segue para análise do Senado, permite a compra de imunizantes por pessoas jurídicas para aplicação gratuita em seus funcionários, exigindo como contrapartida que quantidade igual à adquirida seja doada ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo a relatora da proposta, Celina Leão (PP-DF), os laboratórios que já fecharam negócio com governo federal só poderão vender ao setor privado depois do cumprimento integral do contrato e da entrega dos imunizantes ao Ministério da Saúde.

A proposta abre ainda a possibilidade de compra de vacinas pelo setor privado para doação ao SUS e permite que as pessoas jurídicas de direito privado, individualmente ou em consórcio, possam adquirir vacinas autorizadas pela A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ou por autoridades sanitárias estrangeiras reconhecidas e certificadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH361LN-BASEIMAGE

To Top