Saúde

Personal trainer morre de infarto aos 31 anos após sentir mal-estar no estômago

Danilo Personal
Instagram

Personal trainer morre de infarto aos 31 anos após sentir mal-estar no estômago O personal trainer Danilo de Campos, 31 anos, morreu em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, vítima de um infarto.

Segundo a viúva de Danilo, Daniela Kuhn, horas antes de morrer o homem foi sozinho a um hospital relatando mal-estar no estômago.

De acordo com Daniela, o marido não tinha problemas de saúde aparentes. Na rotina do jovem, estavam exercícios de musculação seis vezes na semana e dieta orientada por nutricionista.

A morte aconteceu no último sábado (30).

“Levava uma vida extremamente saudável, havia feito uma consulta de rotina com o cardiologista há 6 meses para exames de check-up e estava tudo bem. Ele fazia dieta orientada por um nutricionista, treinava musculação seis vezes na semana e fazia ‘cardio’ em jejum diariamente ao acordar”.

Ainda segundo Daniela, o marido consumia whey protein (proteína do soro do leite), creatina e compostos para pré-treino – itens de consumo comuns entre frequentadores de academia. Ela também usa os produtos.

Daniela contou, ainda, que a explicação que a família recebeu sobre o caso de Danilo é que o mal-estar no estômago dele foi reflexo do coração, que estava muito acelerado.

Personal priorizava cuidar da saúde, segundo esposa

Durante a carreira, Danilo participou, uma única vez, de um campeonato de fisiculturismo, mas, segundo Daniela, ele não quis continuar no segmento devido ao esforço que a atividade demanda – inclusive para a saúde.

“Ele atuava como personal trainer, não era um fisiculturista. Ele só competiu uma vez, em 2022. Tinha curiosidade de sentir na pele como era a competição que premia o esporte que ele tanto amava. Pegou o quinto lugar entre 15 atletas, saiu satisfeito e decidido a nunca mais competir, porque exigia sacrifícios à saúde e à família que ele não estava disposto a se expor. Ele prezava a família em primeiro lugar”, conta.

Danilo deixou a esposa e um enteado de seis anos.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Infarto Agudo do Miocárdio é a maior causa de mortes no Brasil. Os principais fatores de risco são tabagismo, sedentarismo, alimentação ruim, colesterol alto e estresse em excesso. Fonte G1

To Top