Benefícios

Revisão no Bolsa Família: 1,7 Milhão de famílias unipessoais excluídas após análise

dinheiro e cartao do bolsa familia
rafapress / Shutterstock.com

Durante o Jornal Nacional, o âncora Heraldo Pereira anunciou uma decisão crucial para os beneficiários do Bolsa Família, destacando a revisão nos cadastros do programa e a exclusão de 1,7 milhão de famílias unipessoais, compostas por apenas um indivíduo.

O Bolsa Família, programa do Governo Federal, é fundamental na distribuição de renda, beneficiando mais de 21 milhões de lares brasileiros. No entanto, a recente revisão revelou irregularidades e duplicidades nos cadastros, levando à redução do número de beneficiários.

A revisão, iniciada em março do ano anterior, analisou cuidadosamente os dados do Cadastro Único (CadÚnico) em conjunto com outras bases governamentais, identificando um aumento incomum no número de famílias unipessoais de 2020 a 2022.

Em 2023, uma ação semelhante já havia sido realizada, com o bloqueio de depósitos para novos requerimentos após um determinado período, enquanto os pedidos anteriores não foram afetados.

Quais fatores podem levar ao bloqueio do Bolsa Família?

Os beneficiários com irregularidades serão notificados pelo aplicativo do Bolsa Família ou pela Caixa Econômica Federal (CEF). Além disso, é possível verificar a situação do CPF por meio do site da Receita Federal.

Para evitar bloqueios, é crucial atualizar os dados cadastrais, seja online pelo CadÚnico, seja presencialmente em unidades da Receita Federal ou postos conveniados.

Serão afetados pelo bloqueio do Bolsa Família em 2024 os beneficiários que não atualizaram suas informações, foram descobertos em fraudes ou não cumpriram as regras de permanência.

To Top