Qual o prazo limite para Trabalhador realizar saque do FGTS?
Benefícios

Qual o prazo limite para Trabalhador realizar saque do FGTS?

Multa extra de 10% sobre saldo do FGTS é extinta

Qual o prazo limite para Trabalhador realizar saque do FGTS? Quem ainda não fez o saque imediato de até R$ 998 do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) tem até o dia 31 deste mês. Quem tinha até R$ 998 na conta em 24 de julho de 2019 pode sacar toda a grana. Já quem, na mesma data, tinha mais de R$ 998, poderá sacar apenas R$ 500. Baixe o Aplicativo Gratuito do Portal Mix Vale

Se não resgatar, a grana vai permanecer nas contas do fundo, podendo ser retirada em algumas situações, como na compra da casa própria ou na aposentadoria. (UOL)

Como ficará a distribuição dos lucros do FGTS pela Caixa?(Abre numa nova aba do navegador)

Meu INSS facilita a consulta a pedidos de aposentadorias

A atualização da página de serviços do INSS na internet facilitou a consulta aos pedidos de aposentadorias, pensões e auxílios-doença que aguardam resposta do órgão. Além de não exigir senha de acesso, o caminho para chegar à informação está mais curto.

Na versão disponível à população desde o final de fevereiro, o item que permite conferir a situação do requerimento está logo na página inicial do Meu INSS, que pode ser acessado nos endereços www.meu.inss.gov.br ou gov.br/meuinss e também por aplicativo para sistemas Android e IOS.

Para acompanhar o pedido, o segurado pode clicar em “Agendamento/Solicitações”. Esse é o primeiro item da seção de serviços sem senha, em destaque na tela que aparece para o usuário que entra no site.

A página seguinte pedirá apenas três dados do titular: nome completo, número do CPF e data de nascimento.

Ao avançar para a tela seguinte, sem precisar fazer login, o segurado terá acesso às fichas de todos os requerimentos feitos por ele ao INSS.

Como evitar os problemas do FGTS?(Abre numa nova aba do navegador)

Para pedidos de benefícios que estão na fila de espera para serem analisados, a ficha destacará que o atendimento é a distância e que a solicitação está em análise.

Atualmente, 1,3 milhão de requerimentos aguardam análise há mais de 45 dias, prazo oficial para a resposta aos requerentes. Ao todo, o INSS acumula cerca de 2 milhões de pedidos de benefícios previdenciários.

O acompanhamento por meio do Meu INSS pode evitar, por exemplo, que o beneficiário espere mais tempo que o necessário para sacar o primeiro pagamento e os valores atrasados, em caso de concessão.

A carta que o órgão envia ao segurado costuma levar algumas semanas para chegar às mãos do novo beneficiário.

Nas situações em que o direito é negado, o segurado atento à situação do pedido pode ganhar tempo para apresentar o recurso à Previdência.

O prazo para recorrer é de 30 dias após o segurado ser comunicado sobre o resultado da análise. Quem excede esse período para fazer a contestação precisa refazer o pedido de benefício para tentar obter a concessão pela via administrativa (sem ir à Justiça).

Ao fazer um novo pedido, mesmo que a concessão ocorra, não há direito à contagem dos atrasados desde o pedido antigo.

A plataforma Meu INSS foi lançada em julho de 2018 como parte das inovações tecnológicas em que o governo apostou para tentar evitar o colapso no atendimento da Previdência previsto para 2019, ano em que parte considerável dos servidores do órgão teriam condições mais vantajosas de aposentadoria.

Inicialmente, o Meu INSS recebeu críticas pelo complexo sistema de cadastro de senha, que exigia do usuário diversas informações para acessar os serviços.

Segurados encaram fila invisível para serem no INSS(Abre numa nova aba do navegador)

To Top