Benefícios

Recuperar a conta no Instagram é possível ao usuário?

celular aplicativo
LDprod/Shutterstock.com

Recuperar a conta no Instagram é possível ao usuário? Criminosos têm invadido contas da rede social para fazer vendas falsas e aplicar golpes em nome daquele usuário; veja o que fazer.

Você conhece alguém que teve a conta do Instagram invadida e criminosos se passaram por aquele usuário para vender produtos, serviços ou até mesmo pedir ajuda financeira? Ou isso já aconteceu com você? Mesmo em casos nos quais o dono daquele perfil tem a chamada “autenticação em dois fatores“, a recuperação pode ser dificultada pelos criminosos. Mas ela não é impossível. Saiba aqui o que fazer!

Ao perceber alguma dificuldade em acessar seu perfil ou receber um e-mail de algum login feito por um aparelho não reconhecido, o usuário deve tentar recuperá-lo por meio dos mecanismos do próprio Instagram.

O primeiro passo que o usuário deve tentar é clicar em “Obter ajuda para entrar” (nos aparelhos Android) ou “Esqueceu sua senha?” (no caso dos iPhones).

A partir daí, é preciso colocar o nome de usuário, endereço de e-mail ou telefone associado à conta e clicar em “Precisa de mais ajuda?” para receber um código de verificação da conta em um desses lugares. Esse código será pedido na sequência. Ele funciona como uma verificação que o dono da conta é realmente a pessoa que está tentando entrar (e que supostamente tem acesso àquele e-mail ou telefone cadastrado).

Caso o usuário não se lembre do e-mail, telefone (ou os golpistas já tenham trocado o endereço ou o número para a recuperação), o usuário precisa clicar em “Não consigo acessar este e-mail ou número de telefone“.

A partir daí, o Instagram irá pedir para aquele usuário inserir um endereço de e-mail seguro que ele consiga acessar. Então, as instruções para a recuperação serão enviadas naquele endereço.

Para isso, no entanto, a rede social precisa checar que aquela pessoa realmente é o usuário que está tentando recuperar sua conta. Para isso, a rede social usa dois mecanismos:

  • No caso de uma conta comercial em que não há fotos daquela pessoa, o Instagram pede o endereço de e-mail ou o número de celular cadastrado e o tipo de dispositivo usado no momento do cadastro (se foi um iPhone, Android, iPad ou outro).
  • Caso a conta tenha fotos da pessoa hackeada, o Instagram fará um reconhecimento facial por meio de uma selfie de vídeo virando o rosto em diferentes direções. “Isso nos ajudará a verificar se você é uma pessoa de verdade e a confirmar sua identidade”, diz a rede social.

Depois de enviar a selfie de vídeo para o Instagram, a rede social enviará um e-mail no endereço fornecido durante o pedido de recuperação com instruções para conclui-la. Fonte: Extra Globo

To Top