Environment

Bolsonaro diz que Amazônia pode ser “alma econômica” do Brasil

(Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender nesta quinta-feira o desenvolvimento econômico da Amazônia, afirmando que a região é a mais rica do planeta e pode se tornar a “alma econômica” para o crescimento do Brasil.

Bolsonaro tem defendido a exploração econômica da Amazônia desde a campanha presidencial, e recentemente passou a atacar o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que apontou aumento substancial do desmatamento no país este ano.

“A nossa Amazônia, a região mais rica do planeta Terra, e, ao casar o desenvolvimento com a preservação ambiental, nós faremos, sim, mais do que o coração do Brasil, seremos a alma econômica do nosso Brasil”, disse Bolsonaro ao discursar em cerimônia em Manaus para a entrega de certificados a alunos participantes da Olimpíada Internacional de Matemática.

“Aqui tem tudo para alavancar o Brasil ao local de destaque que ele tem e merece. Temos biodiversidade, temos riquezas e minerais, água potável, grandes espaços vazios, áreas turísticas inimagináveis. Temos tudo para alavancar nossa economia partindo aqui da região amazônica”, acrescentou.

Dados divulgados pelo Inpe neste mês mostraram que o desmatamento na Amazônia disparou na primeira metade de julho e superou toda a taxa registrada no mesmo mês no ano passado. Os dados preliminares dos satélites mostram o desmatamento de mais de 1 mil quilômetros quadrados de floresta, 68% a mais do que o mês de julho de 2018.

A Amazônia abriga a maior floresta tropical do mundo, e cientistas consideram sua proteção essencial no combate à mudança climática. Ambientalistas dizem que o aumento do desmatamento no Brasil é resultado das políticas de Bolsonaro e de sua retórica a favor do desenvolvimento da região.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF6O1MO-BASEIMAGE

To Top