Benefícios

Se o INSS negar meu pedido o que devo fazer?

INSS agência
Tarcisio Schnaider/shutterstock.com

Ser notificado de que um pedido de benefício foi “indeferido” pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é uma situação que pode gerar grande frustração. Entender o que isso significa e conhecer os procedimentos para contestar essa decisão são passos fundamentais para os segurados.

  1. Compreensão do Termo “Indeferido”:
    O termo “indeferido” é utilizado pelo INSS para indicar que um pedido de benefício foi negado. As razões para essa negativa variam desde a não satisfação dos requisitos necessários até falhas na documentação apresentada pelo requerente.
  2. “Indeferido” versus “Cessado”:
    É vital diferenciar entre um benefício “indeferido” e um “cessado”. Enquanto o primeiro indica uma negativa inicial, impedindo qualquer pagamento, o segundo ocorre quando os pagamentos em curso são interrompidos, geralmente devido ao fim da elegibilidade ou à conclusão do período estipulado para o benefício.
  3. Opções Após o Indeferimento:
    Para aqueles cujos pedidos foram negados, existem várias alternativas:

Recurso Administrativo: Uma opção é recorrer ao Conselho de Recursos da Previdência Social (CRPS), podendo apresentar novas evidências ou argumentos que justifiquem a revisão da decisão.
Ação Judicial: Quando os recursos administrativos não são suficientes, pode-se considerar a via judicial. Recomenda-se buscar orientação de um advogado especializado em Direito Previdenciário.
Nova Solicitação: Dependendo das circunstâncias, iniciar um novo pedido pode ser benéfico, especialmente se houver alterações nas condições de elegibilidade do solicitante.

  1. Prazos para Análise pelo INSS:
    O INSS tem o compromisso de analisar os pedidos de benefício dentro de um prazo máximo de 30 dias. É crucial monitorar este prazo por meio do portal ou do aplicativo Meu INSS, que oferece atualizações regulares sobre o status dos pedidos.
  2. Intervalo para Novos Pedidos:
    Em alguns casos, pode ser necessário esperar um período de 30 dias antes de enviar um novo pedido. Esse tempo pode ser utilizado para reorganizar a documentação e refinar a abordagem para aumentar as chances de uma decisão favorável.

Conhecimento é Poder:
Estar bem informado sobre os procedimentos do INSS é crucial. Utilizando a plataforma Meu INSS, acessível tanto por computador quanto por smartphones através do aplicativo homônimo, o cidadão pode gerenciar seus pedidos e ter acesso a mais de 90 serviços oferecidos pelo órgão.

Endereço Útil:
Para mais informações, visite gov.br/meuinss ou baixe o aplicativo Meu INSS, transformando a Agência da Previdência Social em um recurso disponível na palma da sua mão.

Este artigo foi elaborado para atender padrões de originalidade e garantir que os leitores estejam bem informados sobre como proceder em caso de indeferimento de benefícios pelo INSS, e quais os recursos disponíveis para garantir seus direitos previdenciários.

Saiba tudo sobre o Meu INSS

O Meu INSS é uma ferramenta criada para dar maior facilidade à vida do cidadão. Pode ser acessada pela internet do seu computador ou pelo seu próprio telefone celular (Android e IOS).

Para conhecer, digite o endereço gov.br/meuinss ou instale o aplicativo Meu INSS no seu celular, e tenha acesso a mais de 90 serviços oferecidos pelo INSS, sem sair de casa.

É a Agência da Previdência Social na palma da sua mão!

Para utilizar esses serviços é necessário se cadastrar e obter senha, no próprio site ou aplicativo.Meu INSS

Cadastre-se!

 Para usar o Meu INSS, você deve ter uma conta ativa no gov.br

Com um único usuário e senha, você pode utilizar todos os serviços públicos digitais que também estejam no gov.br.

Para fazer o cadastro é preciso CPF, nome completo, data de nascimento e responder algumas perguntas do seu cadastro junto ao INSS.

To Top