Brasil

Médico voluntário do Espírito Santo é encontrado morto em abrigo no Rio Grande do Sul

Médico morto em abrigo

Em uma notícia que abalou as comunidades de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, e Vila Velha, no Espírito Santo, o médico cardiologista Leandro Medice, de 41 anos, foi encontrado morto na manhã de segunda-feira em um abrigo para vítimas de chuva. Leandro, conhecido por seu compromisso com a saúde e bem-estar, estava no sul do país como voluntário para ajudar aqueles afetados pelas recentes enchentes.

Missão de Ajuda Transformada em Tragédia

Leandro Medice, que morava em Vila Velha e co-administrava uma clínica de estética capilar com seu marido, João Paulo Martins, planejou a viagem de ajuda humanitária com três outros médicos. Eles viajaram em um jato particular com a missão de prestar atendimentos básicos às vítimas. João Paulo conta que a última conversa que teve com Leandro foi marcada por relatos de um dia exaustivo mas gratificante de trabalho voluntário.

Detalhes do Incidente

De acordo com o relato de João Paulo, Leandro preferiu dormir um pouco afastado dos colegas devido ao seu ronco, buscando não incomodar os outros. “Ele encontrou um colchão limpo e estava tudo muito organizado. Disse que estava com saudades e que era raro ele viajar sozinho”, compartilhou João Paulo, visivelmente emocionado.

Investigação em Andamento

As circunstâncias exatas da morte de Leandro ainda estão sob investigação, mas a principal suspeita é que ele tenha sofrido um mal súbito. “Ele era muito saudável e não tinha históricos de doenças”, afirmou seu marido, perplexo com a repentina perda.

Impacto e Repercussão

A morte inesperada de Leandro Medice não apenas deixou uma lacuna na comunidade médica, mas também entre as pessoas que ele veio ajudar. Sua dedicação e o trágico desfecho de sua jornada humanitária ressaltam os desafios e riscos enfrentados por voluntários em situações de crise.

Este evento triste sublinha a necessidade de apoio e cuidados adequados para aqueles que altruisticamente servem aos outros em tempos de necessidade. A comunidade de Vila Velha e os colegas de Leandro estão planejando homenagens para honrar sua memória e legado de serviço ao próximo.

To Top