Asia

Diretrizes econômicas do Japão pedirão mais estímulos no próximo ano, mostra rascunho de documento

Por Stanley White e Takaya Yamaguchi

TÓQUIO (Reuters) – O Japão deve implantar um estímulo fiscal expansivo “sem hesitação” no ano que vem se as economias do exterior apresentarem riscos para o crescimento, de acordo com um rascunho do roteiro econômico anual do governo visto pela Reuters nesta terça-feira.

Espera-se que o governo finalize seu roteiro anual de política econômica até o meio deste mês, que é usado para compilar o orçamento para o próximo ano fiscal.

O governo do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, já tem planos de apresentar incentivos fiscais, vales de compras e gastos com obras públicas para compensar o golpe esperado de um aumento de imposto sobre vendas em todo o país, previsto para outubro.

Abrir as portas para um gasto ainda maior com estímulos no próximo ano destaca as preocupações dos formuladores de políticas públicas de que o protecionismo comercial continuará a pesar sobre a economia global por algum tempo, exigindo medidas adicionais para sustentar o crescimento.

O documento, que vem dias antes de uma reunião do G20 com ministros de finanças e autoridades de bancos centrais no Japão no fim de semana, também pediu ao grupo que adote medidas preventivas contra as crises econômicas.

tagreuters.com2019binary_LYNXNPEF5316D-VIEWIMAGE

To Top