INSS: Entenda como é o funcionamento da Pensão por morte
Benefícios

INSS: Entenda como é o funcionamento da Pensão por morte

Principais notícias de benefícios do Brasil - INSS – Bolsa Família – FGTS – BPC – Cadastro Único – Pis-Pasep – Loterias – Minha Casa Minha Vida – Seguro Desemprego - Aposentadoria

INSS: Entenda como é o funcionamento da Pensão por morte A dona de casa Maria Guerra de Andrade Carroça, 80 anos, conta que tentava receber do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), há quase nove meses, a pensão por morte de seu marido, falecido em junho do ano passado.

“Quando demos entrada, o órgão disse que, como o casamento havia sido em Portugal, a certidão deveria ser de lá”, conta Maria Isabel de Andrade, 54 anos, uma das filhas do casal.

Maria Isabel diz que, depois que o documento foi recebido de volta da Europa, foi registrado em cartório, em São Paulo. O problema foi que, mesmo com a certidão protocolada, o INSS negou o pedido de pensão por morte porque faltava uma tradução na certidão.

INSS paga por quanto tempo a Pensão por Morte ao Segurado?(Abre numa nova aba do navegador)

DEFESA DO APOSENTADO Maria Guerra da Esperança de Andrade Carroça
Maria Guerra da Esperança de Andrade Carroça, 80 anos, com a filha Maria Isabel e o falecido marido José Alves de Sousa Moniz – Arquivo pessoal

“Não entendemos como pedem uma tradução do português para o português. Consultamos escritórios de tradução, mas nenhum fazia esse serviço.”

A família entrou com recurso em novembro do ano passado, mas afirma que, até o contato com o Agora, o benefício ainda não havia sido liberado pelo órgão.

A filha Maria Isabel diz que ela e as outras três irmãs dividem cuidados e despesas da mãe, como gastos da casa e convênio.

“O benefício ajudaria muito. Nosso pai foi assinante por vários anos e sempre lia as páginas do Agora com as informações do INSS. Por isso peço a ajuda de vocês.”1 4

Pensão por morte com pagamento de 4 meses para esposa(Abre numa nova aba do navegador)

Mudanças no pagamento da pensão por morte

A pensão por morte será paga por cotas; será uma cota familiar de 50% mais 10% por dependente, assim, viúvos sem filhos receberão 60% da aposentadoria

INSS libera benefício

Em nota, o INSS diz que a pensão por morte da leitora Maria Guerra de Andrade Carroça foi concedida em 18 de março, com pagamento retroativo a 24 de junho de 2019.

“A segurada pode obter o extrato de pagamento com as informações do banco pagador pela internet, no portal Meu INSS (gov.br/meuinss), mediante cadastro e senha.”

Agora entrou em contato com a leitora, que confirmou a concessão do benefício.

90 serviços disponíveis no site do Meu INSS #FicaEmCasa(Abre numa nova aba do navegador)

To Top